Cocatrel premia os melhores cafés da safra 2015/2016


A Cocatrel realizou o concurso “Melhores Cafés”, no intuito de incentivar e reconhecer aqueles cooperados que priorizam a qualidade de seus cafés, em todos os processos de produção.

“Concursos como este são importantes porque estimulam o cooperado a produzirem cafés de qualidade. Estamos trabalhando para que este concurso, realizado pela Cocatrel, melhore a cada ano e para que o produtor sinta-se atraído e motivado a realmente pensar de uma forma diferente sobre os tratos dos seus cafés”, explica Marco Valério, diretor técnico industrial da Cocatrel.

Coube à equipe de prova da Cocatrel, encabeçada pelo Q Grader, Pierre Ferreira de Brito, o trabalho de selecionar e classificar os 10 melhores lotes de cafés recebidos pela cooperativa, nas categorias Cereja Descascado e Natural.

A estas amostras são dadas notas de acordo com alguns tópicos avaliados como: aroma, uniformidade, doçura, sabor, acidez, corpo, finalização, entre outros.

O evento de premiação aconteceu na Cafeteria Cocatrel e contou com a presença dos cooperados premiados e seus familiares, exportadoras que adquiriram os cafés selecionados, colaboradores, conselheiros, diretores da Cocatrel, entre outros.

A diretora executiva da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), Vanúsia Nogueira, esteve presente no evento e falou sobre o concurso: “O primeiro ponto, que é muito interessante, é que, em uma linha diferente das outras cooperativas, a Cocatrel premia os melhores cafés que ela recebe ao invés de fazer um concurso específico para isso. Não existe uma competição por lote específico, ao contrário, tudo o que ela vai recebendo, vai sendo avaliado, o que é muito saudável.

Para o cooperado é sempre muito importante receber este tipo de valorização e reconhecimento pelo seu trabalho e pelo seu produto final. A minha expectativa, é que, com o incentivo que a Cocatrel tem dado aos produtores para a produção de cafés especiais, no futuro veremos cada vez mais pessoas diferentes sendo premiadas e assim poderemos descobrir outros diamantes nessa região”.

Além dela, Luiz Otávio Araripe, representante da Valorização Empresa de Café S/A, uma das empresas que compraram lotes dos cafés premiados, disse que “É muito importante que a Cocatrel incentive cada vez mais a produção de cafés especiais, cafés melhores e diversificados. A Cocatrel já é uma das maiores cooperativas do Brasil e tende a crescer cada vez mais e ter uma maior divulgação de seu nome, de sua marca e das qualidades da região. Enquanto exportadora, a Valorização adquiriu lotes de alguns produtores, afinal de contas, precisamos valorizá-los, pois nossa empresa depende diretamente deles. Tem que ter cafés especiais para que possamos comercializá-los, esse é o nosso negócio”.

A Cocatrel vendeu todos os 876 lotes dos cafés premiados de maneira diferenciada. Para o “Cereja descascado”, bica corrida, o valor comercializado foi de R$750,00 por saca. Para o “Natural”, também bica corrida, o valor foi de R$650,00.

As empresas que adquiriram estes cafés foram: Stockler, Unicafé, Valorização, MC Coffee, Louis Dreyfus, e A e C Corretora.

O produtor da Cocatrel, Dr. Fábio Araújo Reis, estava feliz com a premiação. “Eventos como este são ótimos para incentivar os produtores a melhorarem a qualidades dos seus cafés. Gostei muito de ver meu café valorizado. Para produzir cafés especiais é, sim, necessário um certo investimento e uma boa estrutura, mas o retorno é vantajoso e vale muito à pena”.

Além de um troféu personalizado, cada um dos premiados recebeu 20 kg de seu café torrado e moído, colocados em embalagens especiais. Eles terão seus cafés à venda na Cafeteria Cocatrel e também no e-commerce da loja online da cooperativa, através do site www.cocatrel.com.br.

Vamos então conhecer quem foram os premiados e as empresas que compraram seus cafés:

Categoria “Cereja descascado”:

Cláudia Chaves Botrel Brito e outro – Fazenda Água Limpa ou Barreiro - Três Pontas, teve seu café comprado pela Stokler.

Fábio Araújo Reis – Fazenda do Salto – Carmo da Cachoeira - Stokler e Louis Dreyfus.

Francisco José Botrel – Fazenda Cônego Vitor - Três Pontas - Stokler e Valorização.

Gleiser Botrel Rosa – Sítio S. Sebastião/Barreirinha – Três Pontas - Stokler e A e C Corretores de Mercado e Futuro.

Mário Garcia Reis Neto – Fazenda Chamusga – Carmo da Cachoeira - Stokler.

“Categoria Natural”

Ed Expedito Naves Reis e outros – Fazenda Capoeira Grande – Carmo da Cachoeira - Stokler e

Unicafé.

Gilmar Vilela Chagas – Sítio dos Papagaios – Carmo da Cachoeira - Stokler e Únicafé.

Jorge Fernando Vilela – Fazenda dos Monjolos – Carmo da Cachoeira - Stokler e Unicafé.

Maria Aparecida F. Botrel Oliveira e Outros – Fazenda Matão – Três Pontas - Stokler, Unicafé e M C Coffee.

Marcos Bottrel Reis – Sítio Cachoeira – Três Corações - Stokler, Unicafé e Valorização.

Copyright (c) 2018 COCATREL. Todos os direitos Reservados