Março de 2022: preços do café despencam – queda foi de quase R$200

Março de 2022: preços do café despencam – queda foi de quase R$200

O mês de março de 2022 foi caracterizado por uma baixa importante nos preços do café. Em Nova Iorque, o vencimento para maio saiu da média de 243 c/lb em fevereiro para a média de 222,88 c/lb em março, representando uma queda de 2.300 pontos. Nos preços físicos pagos aos produtores, um café padrão COC 3 saiu de R$1.480 para R$1.282 nesse mesmo período, ou seja, uma perda média de R$198 por saca.

Basicamente, o mês pode ser dividido em duas partes. Na primeira, que contemplou as duas primeiras semanas, o mercado trabalhou com preços médios entre 230 e 225 c/lb, fazendo com que os preços do COC 3 ficassem cotados nas médias de R$1.318 e R$ 1.320, com dólar trabalhando a R$5,10 e R$5,05.

Na segunda parte do mês, que se refere a três semanas, os preços no terminal novaiorquino recuaram. A terceira semana fechou na média de 217 c/lb, a quarta a 224 c/lb e a quinta a 219 c/lb. Todos abaixo dos 225 c/lb. Com o dólar em queda, fazendo um canal de baixa nesse mesmo período (R$ 5,09; R$ 4,86 e R$4,78), os preços do mercado à vista apresentaram novas baixas saindo da média de R$1.275 entre a terceira e quarta semana para R$1.230 na quinta semana.

A guerra entre Rússia e Ucrânia continua a ser o principal motivo da queda dos preços na bolsa americana, que é referência para os preços de arábicas em todo o mundo. A entrada de capital internacional no Brasil, que se tornou atrativo em comparação com outros países, explica a maior oferta de dólares, responsável pelo fortalecimento do real. Essas duas questões atuam pressionando os preços em reais.

Desse modo, março de 2022 foi um mês em que os preços trabalharam acima de R$1.300 nas duas primeiras semanas e entre R$1.300 e R$1.200 nas três semanas seguintes. A média dos preços ficou em R$1.282, tendo a máxima em R$1.355 ocorrida no dia 8/3 e a mínima de R$1.220, que aconteceu nos dias 29 e 30/3.

Lucio Caldeira

Lucio Caldeira

Lúcio Caldeira é professor, palestrante, consultor e escritor, atuando nas áreas de Marketing e Gestão Estratégica. É autor dos livros: A Guerra do Café; Revoluções no Café; e Batalhas do Futebol. Atua como comentarista do programa de TV - Café com TV, com os blocos – “Palavra do Especialista” e “Café e Cultura” da TV Alterosa/SBT, e é colunista da Revista Cocatrel, com as colunas: Opinião; “E por falar em Café” e “Mercado do Café”. Professor no Unis, é formado em Administração, especialista em Finanças, Mestre em Estratégia e Doutor em Marketing.

Deixe uma resposta