Setembro de 2021: mês apresenta preços acima de R$ 1 mil em todos os dias

Setembro de 2021: mês apresenta preços acima de R$ 1 mil em todos os dias

Setembro de 2021 foi mais um mês de alta para os preços do café. A média para o padrão COC 3 (bebida dura limpa com 10% de catação) foi de R$ 1.089 a saca de 60kg, superando os R$ 1.036 do mês anterior. Os vinte e um dias úteis do mês fecharam com preços acima de R$ 1.000 a saca e a variação ocorrida foi de R$ 95 – diferença entre o preço máximo, de R$ 1.155, ocorrido no dia 28 de setembro, e o preço mínimo, de R$ R$ 1.060, que aconteceu nos dias 13, 14, 20 e 21 de setembro.

Basicamente, o mercado fez um movimento de queda a partir da primeira semana, de três dias, e depois de recuperação, observado na quinta semana, de quatro dias. Saiu de R$ 1.093 para R$ 1.082, R$ 1.065, R$ 1.077 e R$ 1.135. Vale notar que os últimos cinco dias do mês apresentaram preços acima de R$ 1.100 a saca. Isso tudo para o padrão COC 3.

O dólar iniciou o mês com média de R$ 5,17 na primeira semana e evoluiu para fechar com média de R$ 5,43 na quinta semana. Os preços firmes no mercado internacional, que fecharam o mês com média de 190 c/lb para o vencimento dezembro na bolsa de Nova Iorque e o dólar alto ajudaram as exportações brasileiras, que atingiram 28,4 milhões de sacas até agosto, o que significa 8,7% acima do mesmo período do ano anterior.

No dia 21 de setembro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou seu terceiro levantamento da safra brasileira para o ano de 2021 e estimou colheita de 46,9 milhões de sacas, o que representa 25,7% menos em relação ao ano anterior. Na mesma semana, na terceira edição do Fórum Café e Clima, realizado em Guaxupé, especialistas apontaram que a atual seca afetará a próxima safra mais do que a geada ocorrida em 20 de julho. As chuvas no mês ficaram a desejar e em alguns casos choveu granizo, trazendo mais prejuízos aos cafeicultores.

Por tudo isso, e considerando as expectativas do mercado de que haverá falta de café para atender à demanda, os preços seguem em alta e continuam o canal de alta no ano com preços mensais sempre superando os meses anteriores.

Lucio Caldeira

Lucio Caldeira

Lúcio Caldeira é professor, palestrante, consultor e escritor, atuando nas áreas de Marketing e Gestão Estratégica. É autor dos livros: A Guerra do Café; Revoluções no Café; e Batalhas do Futebol. Atua como comentarista do programa de TV - Café com TV, com os blocos – “Palavra do Especialista” e “Café e Cultura” da TV Alterosa/SBT, e é colunista da Revista Cocatrel, com as colunas: Opinião; “E por falar em Café” e “Mercado do Café”. Professor no Unis, é formado em Administração, especialista em Finanças, Mestre em Estratégia e Doutor em Marketing.

Deixe uma resposta