Abril de 2021: Mês consolida movimento de alta e supera março

O mercado de café em abril de 2021 foi extremamente positivo para os preços, e foi a consolidação da alta ocorrida no mês de março. Pode-se dividir o mês de abril em três momentos: a primeira semana, as duas semanas intermediárias e a última semana.

Na primeira semana, o mercado trabalhou com média de 125,40 c/lb para o vencimento maio, na bolsa de Nova Iorque; levemente abaixo do resultado dos oito últimos dias de março (quarta e quinta semana), quando apresentou preços médios de 126,36. O preço médio do dólar foi de R$ 5,63 e os preços pagos ao produtor ficaram em torno de R$ 727 para um café tipo 6, bebida dura, com cerca de 15% de catação.

Nas duas semanas intermediárias, o preço do café evoluiu e apresentou preços médios de 130,42 c/lb e 133, 13 c/lb. Nesse período, os preços físicos pagos ao produtor evoluíram para R$ 740 e R$ 760 respectivamente, mesmo com dólar caindo de R$ 5,65 para R$ 5,52.

Por fim, a última semana apresentou nova alta, com preços médios em 142,35 c/lb e preços físicos em R$ 792, com dólar apresentando novo recuo, fechando com média a R$ 5,41. Vale notar que nesse período os fechamentos diários ficaram acima de 140 c/lb em quatro ocasiões, ficando abaixo desse nível apenas no último dia do mês, cujo fechamento foi de 139,95 c/lb. Note também que ocorreram nesse período vendas de café acima de R$ 800 por saca.

Importante notar que o movimento de alta foi bem consolidado, o que pode ser observado por duas questões:
1) Todas as semanas apresentaram alta em relação à semana anterior, com preços médios evoluindo de R$ 727 para R$ 740; e de R$ 760 para R$ 792. Isso ocorreu tanto em reais como também em centavos de dólar por libra peso.
2) Houve alta durante todas as semanas, com fechamentos da sexta feira superiores aos fechamentos da sexta feira anterior.

Assim, o mercado apresentou alta de 1.835 pontos entre o último e o primeiro dia do mês (139,95 c/lb – 121,60), e de 1.695 pontos entre a média da última semana e a média da primeira semana (142,35 c/lb – 125,40 c/lb).

A análise do ano de 2021 mostra que abril foi o melhor mês até então. A média de preços em centavos de dólar por libra peso foi de 132,81, acima do observado em março, fevereiro e janeiro, que apresentaram fechamentos médios de 129 c/lb, 127 c/lb e 124 c/lb. Em reais, também percebeu-se evolução, tendo passado de R$ 640 em janeiro para R$ 685 em fevereiro, R$ 730 em março e R$ 754 em abril. Por tudo isso, mesmo com a presença forte de fundos, que intensificaram a alta da última semana de abril, observa-se um movimento de alta consistente, baseado na previsão de quebra da safra brasileira de 2021, que, além da bienalidade baixa, foi afetada pela falta de chuva nos períodos das floradas.

One thought on “Abril de 2021: Mês consolida movimento de alta e supera março

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: